quinta-feira, 29 de março de 2012

NOTICIAS EM TEIA

Mulher morre depois de sete horas à espera nas urgências

Uma mulher de 27 anos morreu, na madrugada de quarta-feira, na sala de espera da urgência do Hospital de Guimarães.
De acordo com o Jornal de Notícias, enquanto aguardava o diagnóstico, a mulher sofreu um ataque súbito e morreu.
Deixou uma filha órfã, de oito anos.

Estamos em Portugal ou em África? Agora fiquei confusa...

7 comentários:

  1. Triste Noticias.
    Como uma mulher no Garcia de Hort que foi operada as Varizese ficou sem perna.
    Incompetencia esta em todo o lado.
    Bjstos
    Nice day

    ResponderEliminar
  2. INCRIVEL! Excessod e confianca da parte da Dra. foi o que foi.

    ResponderEliminar
  3. Acontece mais do que seria desejável. Os médicos são humanos, mas não desculpa tudo.
    Um tema sempre atual, infelizmente

    ResponderEliminar
  4. Sem comentário... E ainda me perguntam porque é que eu não gosto de ir ao médico...

    ResponderEliminar
  5. E ontem não ouviste no telejornal uma mulher que foi operada às varizes e amputaram a perna por engano???? no Hospital Garcia de Orta em Almada.....

    ResponderEliminar
  6. Errar é humano, está certo, mas acho inadmissível situações como têm sido publicadas:
    - um utente que seria operado ao rim esquerdo, foi ao direito;
    - durante a operação esquecerem-se de uma compressa dentro da utente;
    - a utente que teria marcada uma operação às varizes e acordou sem a perna...

    Enfim, eu não desculpo isto!

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!