quarta-feira, 2 de maio de 2012

CONSTATAÇÃO

Hoje de manhã, quando cheguei à cozinha, fiquei a pensar...
Sempre disse que, para já, não queria ter filhos, porque não tenho tempo para mim nem para o meu marido, quanto mais para uma criança! Sempre disse que, para já, não estava preparada para prisões... E também porque sempre soube que ter um filho implicaria gastos...

... E agora tenho uma cadelinha
com menos de 2 meses!

Ela está doentita, 2ªfeira fomos ao veterinário, e hoje lá vou eu outra vez com ela...

16 comentários:

  1. Primeiro estranha-se e depois entranha-se? :p

    ResponderEliminar
  2. Há pessoas que não foram feitas para ter filhos.eu não me via a viver sem eles...
    jocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gostava, mas reconheço que o tempo não é muito, tendo em conta que eu chego depois das 19h a casa, e o marido chega às 22h... é preciso tempo e dedicação, acho eu...

      Eliminar
  3. Olá Opinante,
    as melhoras dela...o que é que ela tem?

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida, esperemos que sejam apenas lombrigas...

      Eliminar
  4. As melhoras da pequerrucha. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Não se pode comparar um filho a um animal de estimação como um cão. Como tenho vasta, diria mesmo, vastíssima, experiência na matéria, arrisco opinar neste assunto.
    Essas desculpas não servam para não ter um filho. As razões andarão por aí, escondidas.
    Agora, gastos e disponibilidade? Nem imaginas como um cão pode ser exigente. E, não se compara, nem de longe, nem de perto com os prazeres de um filho. Um não substitui o outro. Nunca! Mas, a ter trabalho e despesa: filhos, primeiro.
    A primeira grande dificuldade já ultrapassaste: a decisão e as responsbilidades inerentes. O filho seria mais 'natural'e muito mais giro. Atenção que tenho uma cadela de 3 semanas, adotada pela minha mais velha, a quem não recuso levantar-me de noite para lhe dar de mamar, pô-la a fazer xixi, etc.
    Mas, nunca um cãozinho, por mais amor que lhe tenhamos se compara ao amor daquele ser que sei dentro de nós. Para além de único, é super, mega especial. Mas, como em tudo há dias que só apetecia ter ficado para tia.
    beijinhos e conta-nos tudo da cadelinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pérola,
      Eu não adquiri a cadelinha em substituição de um filho, nada disso! Se há pessoa que sabe distinguir um filho de um animal, sou eu! Aliás, eu sempre disse que não queria um animal em casa, porque estamos muito tempo fora e, além disso, e não sendo eu nada preguiçosa para a limpeza, e como gosto de tudo limpinho e cheiroso, o trabalho recai todo em cima de mim! Mas se virmos, embora em patamares diferentes, quer um filho, quer um animal, requerem atenção, cuidados e gastos, em doses diferentes é certo, mas ambos requerem. E foi apenas nesse contexto que eu me referi! Não quero parecer egoísta, nem preguiçosa, mas o meu tempo escasseia, e passa-me entre os dedos, e agora com uma cadelinha tive que me adaptar ainda mais: a levantar mais cedo, a chegar a casa e lavar o chão mil vezes e por aí fora... Mas foi apenas o meu ponto de vista!

      Eliminar
    2. Quanto à cadelinha, ela apresenta uma grande barriga, está magra, mas a barriga está enorme coitadinha! O Veterinário na 2ªfeira disse que deveriam ser lombrigas e deu-lhe uma papa desparasitante. Hoje vou lá novamente, porque ela ainda não expulsou nada pelas fezes e achamos estranho...

      Eliminar
  6. Opinante uma pessoa só tem que ser mãe se assim o entender e se sentir essa necessidade.....
    :)
    bjs e as lombrigas vão embora com um medicamento vais ver!!

    ResponderEliminar
  7. Ohhhh mas que grande chatiçe =/

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. filhos dao maçada mas sao nossos sao a continuação da espécie, da família, os animais nao
    kis .=)

    ResponderEliminar
  9. Sempre ouvi dizer que um cão serve de preparação para os filhos... :p
    As melhoras da cadelita! :)

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!