segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

AREIA PARA OS OLHOS? NÃO OBRIGADA.

Ontem fui a Fátima.
Os meus sogros gostam de visitar o santuário todos os anos e, assim sendo, há 4 anos que acompanho a família neste passeio. Não me custa nada e se eles fazem questão, eu não me oponho. Contudo, a cada ano que passa, há um sentimento que em mim cresce e não, não estou a falar do aumento da minha veia religiosa. Eu tenho o meu Deus, a quem faço as minhas orações quando acho oportunas é certo, mas quando vou a Fátima há algo que emerge daquele ar pouco purificado - a visível e porca lavagem de dinheiro. Acho vergonhosa a atitude dos responsáveis pelo Santuário e só não vê quem não quer.

Fé é uma coisa, chular o crente é outra. 

Deixo um exemplo.

Pira
Éramos 5, cada um com uma vela do seu tamanho e, quando chegados à zona de depositar as benditas, somos obrigados a deitá-las para a pira. Ou seja: pagámos 5 velas, para simplesmente as lançarmos ao "forno", para mais tarde originarem novas velas. PURA LAVAGEM DE DINHEIRO e duvido que os seres divinos aplaudam tal atitude. 

E existem muitos mais exemplos, basta visitar com olhos de ver.


Conclusão: Fé e crença sim senhor, acho muito bem, mas atirarem-me areia para os olhos é coisa que dispenso. Beijinhos e obrigada.

14 comentários:

  1. Quando lá fui não gostei nada disso também.

    Paulinha

    ResponderEliminar
  2. É por isso que me deixei dessas coisas! ;)

    ResponderEliminar
  3. Pois. Isso não tem lógica nenhuma. É transformar a fé num negócio. :S

    ResponderEliminar
  4. Nunca lá fui. Mas já ouvi dizer que sim.

    ResponderEliminar
  5. opinante porque não participaste no passatempo? ainda ias a tempo :( terminava às 15h ... tenho mesmo pena

    ResponderEliminar
  6. E para que compraram as velas?

    Eu quando visito o local não gasto dinheiro.

    Nem Deus nem Jesus nem Maria nos pedem nada, só coração aberto e verdadeiro.

    O resto é comércio e se conheceres a Bíblia, este foi um dos motivos porque Jesus foi assassinado: estava contra os da própria religião (os judeus), ou melhor discordava da parte mercantil da 'coisa'.

    Deus está dentro de nós se tivermos Fé.

    Tem um bom Natal!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de ir a Fátima e embora compreenda que existe ali um grande negócio nunca deixo de acender umas velinhas,só que compro sempre das pequenas,pelo que ouvi dizer acho que não gostam muito que se comprem das do nosso tamanho,porque se têm que comprar fora do santuário e assim não lhes damos o dinheiro a eles.
    No próximo sábado vou lá.
    Um abraço e uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  8. Uma coisa é a fé ...outra os gestores da fé...também não misturo!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  9. Concordo. Disse o mesmo quando lá fui =S

    Beijocas

    ResponderEliminar
  10. Isso e verdade! E muito dinheiro que eles ganham c as velas. Quando era mais nova ia mais vezes a fatima. Algo que me incomoda em Fatima, é a pobreza ;S enfim doi.me ver os sem abrigo.. enfim :(

    ResponderEliminar
  11. As pessoas ficam tão cegas com a fé, e as promessas e essas coisas que não conseguem ver isso. É triste.

    ResponderEliminar
  12. A Igreja no seu todo é isso mesmo: uma lavagem de dinheiro. E eu fico tão triste.. Porque a minha fé não se abala, mas revolta-me tanta coisa a volta dela (dizem ser dela). ´
    Ultimamente o que me faz mesmo impressão é todo o marketing associado ao Papa! Falha-me deus.

    ResponderEliminar
  13. Há anos fui operada a um cancro da mama.
    Fiz uma mastectomia.
    Imaginem que ao chegar a casa um familiar me diz:
    Quando estiveres melhor temos de ir à nossa senhora ou ao santinho de não sei das quantas oferecer uma mama em vela.
    Fiquei doida. escusado será dizer que nunca fui.
    Carla.

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!