quinta-feira, 1 de setembro de 2011

CRISE?!?

Damos por nós a reparar que a A2 está cheia de trânsito, que queremos reservar uma dormida e não há disponibilidade, que queremos um determinado produto, mas está esgotado... Afinal, onde está a crise?
Já ouvi a minha mãe dizer: Crise? Ai filha, fui criada com um burro, agora tenho dois carros, o que achas?
E o que é certo, é que há alguns anos atrás se passou por dificuldades, e não foram poucas, a comida não abundava na maior parte das casas, e tudo era dividido.
Agora, tudo é diferente.
Lembro-me de ter tido o meu primeiro computador (sem internet) quando completei o 6.ºAno, de ter conseguido adquirir um telemóvel no 9.ºAno, e portátil, esse, veio no final da universidade, mesmo a tempo do Relatório de Estágio! Nunca tive nada de mão beijada, para conseguir o que tenho hoje batalhei muito, mas orgulho-me disso!
Agora, deparamo-nos com crianças que já vêm formatadas com as novas tecnologias, ainda não nasceram mas já tem Playstation, computador e telemóvel. Não vou criticar, porque ainda não sou mãe, e defendo a máxima "Não fales do que não sabes", contudo, fico incrédula, pela falta de competitividade, pela falta de sacríficio que se encontra nos dias de hoje... A maior parte das crianças tem (quase) tudo o que querem, sem dificuldade! Até pode ser porque os pais não tenham tempo, e recorram ao método fácil de comprar os filhos com os brinquedos, mas será só isso?
Levante o dedo quem ainda não ficou surpreendido com uma má educação de um puto de meia dúzia de anos! Pois é, dúvido que pouca gente o faça... Acho que a crise, crise é outra!
Estou de acordo que o emprego não abunda, mas defendo que quem realmente precisa, encontra algum trabalho digno - disse trabalho, não emprego!
Estou de acordo que quem quer lutar pelos seus objectivos consegue alcançá-los, mesmo que não tenha pais ricos nem ganhe a lotaria!
Será que estamos mesmo envoltos numa crise imensa que nos sufoca? Mais de 50% dos portugueses foram de férias, uma boa parte para hóteis de luxo, os carros que passam por nós são maioritariamente Mercedes, Audi's e BMW's.
Ouvi esta semana no autocarro uma velhota a comentar com outra: "Crise? Crise é de valores... e sentimentos", rematou.
E eu, não querendo ser retrógada e conservadora, assino por baixo e adorei o que ouvi, concordo com todas as letras! Em Portugal, há uma grande crise de valores, de sentimentos, de educação e formação... cívica! Por isso, enquanto não começármos a ter em conta estes parâmetros, não avançamos, não avançamos porque toda a gente quer trabalhar menos e ganhar mais, porque toda a gente se idolatra e despreza os outros, porque toda a gente quer ser mais esperta que o vizinho do lado... porque toda a gente vai a casa de banho pública e acha como é pública pode deixar o papel no chão porque não conhece quem vem a seguir - isto generalizando, é claro!

E essa falta de cultura é absorvida pelos media que nem papel com folha dupla da Colhogar, por não conseguirem filtrar a informação que lhe tentam impingir. Hoje em dia, grande parte das pessoas deixa-se manipular pela televisão e pelas notícias que de lá evoraporam, e não pode ser. Não podemos crer num país que ouve na TV que estamos em crise e que já fecharam cinco mil e três lojas hoje, e que decide ficar em casa só porque "isto 'tá mesmo muito mal". NÃO PODE SER, ISSO SÓ PREJUDICA!

Mas estou confiante que isto com o tempo vai mudar... ou talvez não...

TEXTO DE OPINIÃO SUJEITO A CRÍTICAS, CONTUDO, NÃO DEIXA DE SER A MINHA OPINIÃO!

1 comentário:

  1. Eu acho que os portugueses vivem muito das aparências, dos seus estatutos sociais. Mesmo que isso implique cortar nas despesas de bens de primeira necessidade para outros bens que não são precisos para nada. O que me leva a concordar também com essa senhora do autocarro, já não se prezam os valores fundamentais. Essa má educação dos miúdos também se deve ao facto de ser mais comum os pais terem apenas um filho, ou seja, mimo a mais. A minha vizinha de cima tem uma filha e, com 10 anos, tem mais mimo do que qualquer outra criança.

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!