terça-feira, 29 de julho de 2014

A ESCOLHA DOS NOMES.


Com uma recém-mamã no grupo e com uma grávida a meio da gestação, o tema base das nossas conversas é indiscutivelmente a maternidade. Ontem subiu à mesa o assunto controverso da escolha dos nomes: o nome que ela sempre quis e ele não gosta (ou vice-versa), o nome que ambos queriam mas que a ex-namorada dele fez questão de colocar no seu rebento, as modas e os 500 Zés das Couves* ou ainda a questão dos segundos nomes.

Venham daí essas opiniões:
Se houvesse um Zé das Couves* na porta acima e outro na porta ao lado, 
vocês abdicariam do nome? 
Quem ganha nisto dos nomes: as mulheres ou os homens? 
Segundos nomes: sim ou não?

Declaro aberta a audiência!

*Nome meramente indicativo.

23 comentários:

  1. Eu gosto de nomes portugueses mas não vulgares. Sim, acho que se tivesse um zé das couves em cima e outro em baixo, pensaria duas vezes.
    Quanto à 2ª pergunta tenho a certeza que as mulheres ganham... o nome da bebé do meu ex, que acabou de nascer, é mau demais. Tenho a certeza que não foi ideia dele (já tinha, antes de me dizerem que a ideia era exclusiva da mãe...).

    ResponderEliminar
  2. Posso dizer que realmente comigo não foi fácil chegarmos a um acordo. Os nomes que eu gostava, ele não gostava e vice versa, depois há a questão das ex-namoradas e dos filhos das vizinhas e mais não sei o quê. Basicamente é uma sorte o nome do miúdo não ser Junior ;)

    ResponderEliminar
  3. Na minha opinião, a decisão do nome deve ser feita em conjunto e ambos têm que estar de acordo. Respondendo às perguntas:
    1ª: se realmente gostar do nome não abdico
    2ª: talvez ganhem as mulheres
    3ª: tenho segundo nome, mas, pessoalmente, não faço intenções que o(s) meu(s) filho(s) tenham

    ResponderEliminar
  4. Eu sempre adorei o nome Maria, mas nos últimos anos todas as meninas são marias e isso faz-me duvidar se quando chegar a hora darei o nome de Maria a uma filha... Segundos nomes sim, mas apenas em alguns casos :)

    ResponderEliminar
  5. eu não gosto muito de nomes que todas as pessoas agora gostam de colocar.. e segundo nome para mim é impensável..

    kisses***

    ResponderEliminar
  6. mandam mais as mulheres ;)

    e segundos nomes depende muito de nome para nome ...

    ResponderEliminar
  7. Acho que as mulheres têm um papel fundamental na escolha, sem dúvida :)

    ResponderEliminar
  8. É tudo uma questão individual mas de uma coisa tenho a certeza [bate certinho em todos os casos que conheço] - se o casal não consegue chegar a acordo em relação ao nome do próprio filho / filha e um deles abdica em prol do outro... não é lá grande casal.

    ResponderEliminar
  9. Posso até abdicar, porque há mais nomes bonitos, nao podemos nos limitar somente a um nome né?
    E acho que as mulheres nessa horas sempre teem uma palavrinha a mais sobre os nomes e acho mais que justo, já que somos nós que os carregamos 9 meses mais nada lol. e dispensava o segundo nome, até porque, só serve praticamente para assinar, mal é usado!! kiss

    ResponderEliminar
  10. Eu não abdicaria do nome se gostasse muito. Depois segundos nomes nem pensar. Os meus 3 filhos têm só um nome e chega:)

    ResponderEliminar
  11. Curiosamente o meu ex colocou o nome a filha que eu muitas vezes disse que gostaria de colocar quando fossemos pais. SAFADO!!!! grrrrrr....
    Não colocarei um nome a um filho meu que me lembre de alguém que não gosto ou de alguém que não quero associar.
    Gosto de nomes antigos, daqueles que ainda não estão na moda. E acho que no fim no fim, a mulher acaba sempre por fazer valer a sua vontade. Lol.

    ResponderEliminar
  12. Eu já pensei em nomes apesar de não pensar em filhos... Pormenores =P
    Mas claro, para chegar a esses nomes pensei bastante: não que aquela vaca chama-se assim, não que é nome daquele que não gosto nada, não que me lembra o cozido ou o assado...
    E segundos nomes, porque não?
    E claro que as mulheres, mais uma vez, é que mandam =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Uma das minhas amigas está numa situação idêntica. O nome que quer dar ao filho já existe na família e na família do marido “não se usa” colocar 2º nome à criança. Sempre que falam sobre nomes, a conversa acaba sempre na mesma … mais palpites de nomes.

    A solução que eu dei foi a de experimenta os nomes em diferentes contextos: a chamar para o jantar, a passar um raspanete, a dizer algo carinhoso … Aquele que soar melhor fica.

    Nina
    momentosemcapsulas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Acho que o nome tem que agradar aos dois! Ninguém vai pôr um nome que não gosta ao filho só porque a mãe/pai da criança gosta, certo? Acho eu. Não o faria ;)

    Quanto a "segundos" nomes... bom, eu tenho um e nunca me serviu de muito. Mas na verdade também não sou alérgica... acho que há algumas "combinações" que até ficam bem... enfim, parece-me que tem muito a ver com o nome que se escolhe.

    Em relação "às modas", não gosto muito... realmente há nomes que por vezes enjoam por tanto estarem na moda... Mas também não deixaria de pôr um nome de que gosto muito só porque está na moda... ;)

    ResponderEliminar
  15. Aqui fizemos por partes, da primeira escolhi eu. Da segunda escolheu ele. Eu escolhi o nome que queria desde a minha infância para uma filha minha. Ele escolheu o nome que gostava. Têm as duas dois nomes. E gostamos muito.

    ResponderEliminar
  16. Eu acho que os segundos nomes não servem para nada, mas, por exemplo, no meu caso, agradeço ter dois porque o meu primeiro nome é horrível :)
    E os pais devem escolher o nome que gostam, independentemente de haver alguém com o mesmo nome na porta acima e na do lado. Por exemplo, eu adoro o nome Miguel e agora há muitos meninos com esse nome, mas não vou chamar o meu filho Ambrósio só porque é menos comum.
    As mulheres têm sempre a última palavra, claro :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Ganham as mulheres, nao vou em modas, e quero um nome que nao me lembre ninguem que eu conheça. Segundo nome, naoooo.

    ResponderEliminar
  18. Não sei se tem algum interesse para o caso, mas pessoalmente gosto de nomes pequenos e só um nome.
    Um dos meus netos é:
    Rodrigo (nome próprio) os 3 apelidos poderiam ser nomes próprios ,pois são bonitos e muito na moda.
    :)

    ResponderEliminar
  19. Para o meu filho não queria um nome que já houvesse na família nem nos amigos próximos..., o Mr. queria dar-lhe o 1º nome dele que é tb nome do pai dele e do tetra avô. Assim ficaram escolhidos os 2 primeiros nomes!

    ResponderEliminar
  20. Eu dona de um nome estranho acho que por vezes é melhor um nome fora do comum para que a criança seja tratada pelo próprio nome do que pelo sobrenome. Mas se os pais gostam muito de um nome devem colocá-lo, não devem deixar de colocar o nome que gostam só porque o vizinho tem.

    ResponderEliminar
  21. Nome igual ao do vizinho, nem pensar! Segundo nome também não, excepto se o primeiro for simples como Maria, por exemplo. Por fim, acho que ganham as mulheres :)

    ResponderEliminar
  22. Mesmo que ficasse chateada acabaria por abdicar. Acho muito mau colocarem um nome que o vizinho acabou de põr no filho dele, tal como ficaria chateada se eu fosse a primeira a colocar o nome.
    Quanto a serem as mulheres ou os homens a ganhar acho que depende. Eu conheço casos em que aconteceram ambas as situações.
    O haver um segundo nome acho que depende de qual for o primeiro.
    :) beijinho

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!