sexta-feira, 12 de junho de 2015

E O PARTO?

Sempre disse (mesmo muito antes de engravidar) que seria daquelas que iria "comprar" a cesariana. Nada como um parto marcado, num hospital privado - pensava eu.

Entretanto, e já depois de engravidar, a ideia sobre o parto divergiu bastante e muita coisa na minha cabeça mudou.

Quando comecei a falar com os diversos profissionais de saúde sobre esta minha intenção, quase que fui fuzilada por estar interessada numa cirurgia sem razão aparente e todos me fizeram uma lavagem cerebral com as vantagens do parto natural. O que é certo é que funcionou. 
Hoje já não penso na cesariana, ou melhor, já não penso no parto - prefiro assim. O que for será: sem dramas, sem pedidos especiais. Apenas desejo aquilo que seja melhor para a saúde de ambos e se o parto natural se enquadrar nesse cenário, que assim seja! Cá estarei para fazer as respirações correctas!

Não vou mentir ao dizer que me faz confusão quando dizem que "tudo" voltará ao normal depois de um parto natural - na minha cabeça e no meu corpo ainda inexperiente, há coisas (músculos) que duvido que fiquem intactos. No entanto, e porque adorava evitar a famosa episiotomia, estou a aplicar uma pomadinha milagrosa com vista à maior elasticidade dos músculos, optando pela massagem perineal. Se funcionará ou não, será sempre uma incógnita, mas pelo menos tenta-se!

E por aí, também têm/tinham ideias predefinidas?

18 comentários:

  1. Tal e qual: eu sempre disse que queria cesariana mas a minha opinião mudou muito de há meses para cá. Agora quero normal ainda pondero que vou querer epidural, logo se vê! A episiotomia deixa-me arrepiada...socorro! Que pomada é que usas???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que no primeiro parto muito dificilmente se escapa à episiotomia, mas como mal não faz... tenta-se! Chama-se Elastolabo.

      Eliminar
  2. É isso mesmo não penses e o que tiver de ser é! Olha e eu que nunca soube dessa pomadinha tinha feito imenso jeito. A mim também me fazia imensa confusão mas acredita que na altura nem se dá conta que a fazem. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. LOLOL, como eu me identifiquei! :) Uma das primeiras coisas que fiz quando soube que estava grávida foi marcar consulta numa obstetra no privado, não só para andar mais descansada com um acompanhamento especializado durante a gravidez, mas também para ter hipóteses de escolha quanto ao parto. Sempre fui muito mariquinhas e a cesariana parecia-me algo menos penoso. Mas agora, a mais de meio da gravidez, começo a ler e a informar-me melhor sobre o parto e começo a ter uma opinião contrária, agora até quero evitar uma cesariana. Começo a ter uma opinião mais esclarecida e o amor que começamos a sentir por eles só nos leva a optar o que será melhor para eles. Se é um parto normal, assim seja.
    Presentemente até estou mais inclinada para parir no Hospital público da minha área de residência que é considerado um dos melhores a nível de maternidade e amigo do bebé. A minha obstetra diz que só está lá para esclarecer-me, nunca me influenciou para optar sobre o tipo de parto, mas sendo no privado agora tenho medo que ao fim de poucas horas de trabalho de parto normal avancem para cesariana só para despachar a coisa, e sendo algo que agora quero evitar (só em último caso, para salvar a vida da mãe ou bebé) até no hospital eu agora mudei de ideias!!! E mal posso esperar pelas minhas aulas de preparação para o parto para ir treinando para a minha hora H :) E sim, o corte nas partes intimas é algo que me assusta mais que propriamente o medo das dores das contracções! E as dores que isso pode provocar no pós-parto ... [Não vamos sofrer por antecipação! EHEH]

    PS. Não conhecia essa pomada. Obrigada pela dica :)

    ResponderEliminar
  4. Por acaso também sou da tua antiga opinião. Cesariana.
    Vamos lá ver, como não quero ter filhos...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Nasci de cesariana :)
    O importante é que corra tudo bem. E vai correr!

    ResponderEliminar
  6. Eu nunca quis cesariana, queria um parto normal, natural (aí é que mudei de ideias!!)
    Infelizmente teve que ser cesariana, uma cesariana de urgência...
    Na minha opinião cada pessoa deve ser live para escolher, mas a natureza encarrega-se de fazer tudo voltar ao normal! Assim como durante os 9 meses de gravidez todo corpo se prepara para o grande momento! Nestas questões a única coisa que sou contra é o facto de fazerem uma cesariana programada, ou seja, decidir o momento em que o bebé nasce! Mas de uma forma ou de outra, que tudo corra bem ;) ;)

    ResponderEliminar
  7. o parto é a coisa que mais me assusta quando penso em um dia, daqui a alguns anos, vir a ser mãe... Penso em cesariana tal como tu pensavas, mas também me dizem que a recuperação é bem pior do que a do parto normal... Enfim, uma complicação...

    ResponderEliminar
  8. A cesariana tem indicações específicas, não deve ser feita "só porque sim" :) o parto natural tem muitas mais vantagens e deve ser praticado sempre que possível. Quanto à epidural, sou totalmente a favor. Acho que todas as mulheres deveriam ter direito a um parto indolor ;)

    ResponderEliminar
  9. Ha bolas como te compreendo. Gostava de evitar esse corte mas o que tiver que ser será mesmo não vale apena pensar muito nisso, ás vezes pensamos demais e não vale apena :)
    Ás vezes custa-me quando começam a aparecer as imagens todas na cabeça e ainda não fiz a visita à maternidade porque acho que aí ainda vou ficar pior :D hahahah

    Quando for que corra tudo bem :)

    ResponderEliminar
  10. Por aqui não há ideias pré definidas só a experiência bem real de 4 partos totalmente naturais se consideramos os forceps naturais.

    Adianto-te que a tua vida nunca mais será a mesma e deixarás de ser o centro do universo vais passar a chamar-te 'mãe' esquece o teu nome durante uns belos anitos.

    Depois conta-me.

    Beijinhos e opta pelo natural pois está provado que é melhor para todos a não ser que surja alguma complicação que necessite de ajuda.

    Ter um filho não é como jantar fora, de hora e mesa reservada, pelo menos não é isso que a natureza pretende.

    Vai tudo correr, bem vais ver.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Penso que o principal é mente aberta...pessoalmente penso que uma cesariana sem motivosà vista não será o ideal mas não julgo quem a escolhe...acabei por fazer duas...se preferia ter tido parto natural? Sim mas não me culpei por isso os meus bebés foram saudáveis como quaisquer outros...Já epidural aconselho vivamente as minhas cesarianas foram feitas com epidural e acompanhei tudo..quando o oarto é natural ainda é melhor porque se passa por todo o processo mas apenas sem dor...! Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  12. Olá olá :)
    Não estou grávida nem nunca estive mas esta semana escrevi um post sobre esta história da cesariana.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  13. Desconhecia essa pomas, xiça tinha me feito cá um jeito :)
    Não penses muito vais ver que vai correr mais rápido do que imaginas e o mais importante é que de parto normal ou não corra tudo bem :)

    ResponderEliminar
  14. Cheguei a ponderar a cesariana marcada etc... à muitos anos atrás, mas estou 100% inclinada e sem dúvidas para o parto normal. Gostava de sentir tudo até aguentar (antes de chamar a epidural lool) e passar pela fase principal de ver este ser a nascer. A cesariana tira um pouco o "romance" a tudo isto. Mas caso tenha de ser, será! bjs

    ResponderEliminar
  15. Eu fui ver ao google o que é episiotomia... mais não digo.

    ResponderEliminar
  16. Sou muito verdinha nestes assuntos, mas pelos comentários dá para ver que parto normal é o ideal. Uma coisa é certa, assusta-me um pouco :/

    ResponderEliminar
  17. As massagens perineais e fazer o amorrrr com o marido ajudaram a que o parto da minha filha nem precisasse de corte! E sim, no meu caso foi tudo ao sitio!

    Como dizem a s nossas tias "tem uma hora pequenina"!

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!