segunda-feira, 31 de outubro de 2011

DIAS MENOS BONS...

Como o de hoje, em que somos questionados: o que se passa?
Passa-se tudo e não se passa nada, passa-se que nada parece correr como eu quero, ... Posso estar a ser injusta, mas nada é como eu quero! Queria muito ir comemorar estes 4 anos, mas não posso: tenho uma consulta com o médico de família entre as 20h e as 22h, porque devia ser uma pessoa normal e devia ter disponibilidade para ir a uma consulta em tempo útil, mas não; e também porque o marido deve ir trabalhar!
Ando triste, porque o tempo que passo com o meu marido, a dois, é quase nulo, no fim-de-semana, apenas almoçámos juntos no sábado e dormimos juntos, mais nada! Quero mais que isso, muito mais! Percebo que haja trabalho, e não sei se as outras pessoas são como nós, mas nós temos sempre mil cento e sete coisas para fazer e o tempo voa! Não digo que a culpa seja minha, ou que a culpa seja dele, mas a verdade é que o tempo é cada vez mais escasso, e isso ressente-se! E eu ressinto-me! E ando descontente! Só isso...

1 comentário:

  1. Querida Opinante, às vezes pergunto-me porque é que a vida faz com que as famílias andem tão desencontrada, em termos da rotinas diárias. Deve dar-nos uma certa solidão interior e há que aprender a viver, com esses desencontros...
    Força.

    ResponderEliminar

DEIXA A TUA OPINIÃO FORMAR A TEIA!